Blog

  • Diabetes - Uma epidemia sem controle

    19 de janeiro de 2010

    Com certeza, você já deve ter ouvido falar sobre diabetes.

    Pois é, nós da Anew, que sempre estamos em contato com a saúde, resolvemos colocar aqui no blog, um resumo do que é a diabetes.

     

    AFINAL, O QUE É DIABETES?

    Diabetes é o distúrbio causado pela falta absoluta ou relativa de insulina no organismo, ou ainda pelo impedimento da ação da insulina.

    A insulina, que é produzida no pâncreas, tem a função de ajudar as células absorverem a glicose que está no sangue, glicose esta proveniente da alimentação. A taxa normal de glicose no sangue é de 70 a 100mg de glicose em 100ml de sangue.

    Se a produção da insulina for insuficiente ou se a sua ação for prejudicada, a glicose será impedida de ser absorvida pelas células, o que causa seu acúmulo no sangue, provocando assim a hiperglicemia. A situação se agrava quando as células não recebem glicose, pois o cérebro "interpreta" que está faltando energia e aciona um mecanismo de emergência, ou seja, entre outras coisas, o fígado recolhe o glicogênio do seu interior e produz mais glicose, que será enviada para a circulação sanguínea, já sobrecarregada.

    Existem dois tipos de diabetes:

     

    DIABETES TIPO I

    Esse tipo de diabetes ocorre porque as células do pâncreas que produzem insulina foram destruídas. Não se sabe, ainda, o que causa a destruição das células produtoras de insulina e não existe maneira de fazê-las reviver. Assim, dieta correta e tratamento de reposição de insulina são necessários por toda a vida. Fatores hereditários parecem ser responsáveis por isso, mas o distúrbio nem sempre é herdado.

     

    DIABETES TIPO II

    O principal motivo que faz com que os níveis de glicose no sangue permaneçam altos está na incapacidade das células musculares e adiposas de aproveitarem toda a insulina secretada pelo pâncreas. Por consequência, a glicose que está na corrente sanguínea não é suficientemente metabolizada. Os sintomas desse tipo de diabetes ocorrem de forma silenciosa, o que a torna mais perigosa. Quando as manifestações clínicas aparecem, em 50% dos casos, o comprometimento do organismo já se apresenta de forma severa.

    Categoria:
    Tags:
     

Facebook