Blog

  • Aditivos qumicos nos alimentos

    6 de fevereiro de 2013

    O ritmo de vida agitado e a necessidade de rapidez na hora de preparar os alimentos, levam a maioria das pessoas a optar por alimentos de preparo rápido e industrializados.

    Nem sempre é possível optar por alimentos frescos no preparo das refeições, mas é importante ficarmos atentos sobre a origem e a qualidade dos alimentos para evitar a ingestão excessiva de aditivos químicos.

     

    É importante que os consumidores criem o hábito de ler o rótulo do produto antes da compra.

     

    Além das informações nutricionais, os rótulos possuem informações importantes para o consumidor, tais como os ingredientes, as orientações sobre a conservação do produto, o prazo de validade etc. Se o alimento contiver aditivos químicos, eles constarão no item dos ingredientes.

    O jornalista japonês Tsukasa Abe* dá cinco conselhos importantes sobre aditivos químicos nos alimentos:

     

    1. Antes de comprar, ler o rótulo do verso

    Na lista de ingredientes do produto, compare com os ingredientes que você tem na cozinha. Evite comprar produtos que possuem muitas substâncias que não fazem parte dos ingredientes que você costuma usar, como estabilizantes, conservantes etc.

     

    2. Escolher produtos que sofreram pouco processo de industrialização

    Vamos tomar como exemplo o arroz. Os que são vendidos semi-pronto, com várias opções de sabores e geralmente apresentados em pequenos pacotes, foram preparados com uma grande quantidade de temperos artificiais. É um produto prático, porém vai carregar seu organismo com aditivos químicos.

     

    3. Comer sabendo o que está comendo

    Procure se informar sobre os aditivos que constam nos produtos que você costuma consumir. Sabendo as consequências dos aditivos sobre a sua saúde e da sua familia, provavelmente você se encorajará a preparar pratos caseiros.

     

    4. Não comprar somente porque é barato

    Por trás do preço baixo pode estar escondida a qualidade ruim, mascarada pela aplicação de aditivos químicos, o que possibilita o fabricante baratear o produto.

     

    5. Tenha senso investigativo

    O senso investigativo é o 1º passo para lidar bem com a questão dos aditivos químicos. Ao pensar: "por que a cor é tão bonita?", "por que a salada pronta não estraga facilmente?"... Leia o rótulo do verso e você encontrará as respostas.

     

    É claro que ao nos livramos desses alimentos industrializados e optarmos por comidas caseiras teremos muito mais trabalho na cozinha.

    Mas lembre-se que, por um lado vai levar mais tempo para preparar a refeição, mas por outro, você estará deixando de injetar aditivos químicos no seu organismo.

     

     

    * Tsukasa Abe
    É jornalista de alimentos. Após se formar na Faculdade de Literatura e Ciências da Universidade Yamaguti, ingressou no ramo das empresas de alimentos e aditivos. Torneu-se vendedor top e foi chamado do "Rei dos aditivos". Após se aposentar, passou a chamar a atenção para o perigo dos aditivos químicos e dos hábitos alimentares modernos. Seu livro "O outro lado dos alimentos" tornou-se um best seller e vendu mais de 600.000 exemplares.

    Categoria:
    Tags:
     

Facebook