Blog

  • A importncia da mastigao

    18 de maro de 2014

        Ao longo dos anos, o Professor Michio Kushi deu sua contribuição especial à Anew por meio de suas orientações relacionadas à alimentação macrobiótica, exemplo disso é o desenvolvimento do produto Floranew, que teve os ingredientes selecionados sob a sua orientação.

     

        A importância da mastigação para uma boa digestão é um dos pontos abordados pelo Prof. Kushi em seus ensinamentos.

     

        Ao ingerirmos alimentos, o processo de digestão começa pela boca, por meio da mastigação e salivação. O contato prolongado do alimento com a saliva contribui para que a digestão comece de forma mais efetiva. Além disso, mastigar o alimento por várias vezes contribui na sensação de fome e saciedade, sensações que são controladas pelo hipotálamo, no cérebro.

     

        O nível de glicose no sangue proveniente da digestão dos carboidratos se eleva durante a digestão, transmitindo ao cérebro uma informação de saciedade. Esse processo leva de 15 a 20 minutos.

     

        Ao engolir os alimentos sem mastigá-los bem, é necessário ingerir uma quantidade maior de alimento para que o cérebro receba o sinal de saciedade. Portanto, a mastigação adequada pode reduzir a necessidade de ingerir alimentos, resultando em perda de peso e melhor aproveitamento dos nutrientes. Fato é que, desatenção e pressa durante o ato de comer estão intimamente relacionadas a obesidade.

     

        A mastigação adequada estimula os músculos da face e os dentes, ativando a circulação sanguínea dessa região.  A recomendação do Prof. Kushi é mastigar pelo menos 50 vezes cada porção de alimento. A mastigação lenta e efetiva, aliada a uma postura calma e tranquila frente às refeições, podem repercutir em melhoria da digestão e bem-estar.

     

        No ritmo de vida atual, onde muitas vezes a velocidade impera, é importante parar para perceber o verdadeiro sabor dos alimentos e as escolhas que são levadas à mesa e, finalmente, imprimir um ritmo e uma forma saudáveis para alimentar-se e viver.

    Categoria:
    Tags:
     

Facebook