Blog

  • Dia Mundial do Diabetes

    14 de novembro de 2011

    Hoje, dia 14 de novembro é o Dia Mundial do Diabetes. A data foi criada em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta ao aumento do interesse em torno do diabetes no mundo.

     

    Várias cidades brasileiras terão alguns de seus monumentos iluminados por uma luz azul em comemoração à data, além de programação especial para conscientização da doença.

    Para saber a programação de sua cidade acesse o site da prefeitura ou acesse o site http://www.diamundialdodiabetes.org.br/

     

    Em colaboração com o Dr. José Carlos de Arruda, do departamento médico da Anew, vamos aproveitar esta data para falar sobre a doença.

     

    - Afinal, o que é diabetes?

    Diabetes é o distúrbio causado pela falta absoluta ou relativa de insulina no organismo, ou ainda pelo impedimento da ação da insulina.

     

    A insulina, que é produzida no pâncreas, tem a função de ajudar as células absorverem a glicose que está no sangue, glicose esta proveniente da alimentação. A taxa normal de glicose no sangue é de 70 a 100 mg de glicose em 100 ml de sangue.

     

    Se a produção da insulina for insuficiente, ou se a sua ação for prejudicada, a glicose será impedida de ser absorvida pelas células, o que causa seu acúmulo no sangue, provocando assim a hiperglicemia. A situação se agrava quando as células não recebem glicose, pois o cérebro “interpreta” que está faltando energia e aciona um mecanismo de emergência, ou seja, entre outras coisas, o fígado recolhe o glicogênio do seu interior e produz mais glicose, que será enviada para a circulação sanguínea, já sobrecarregada.

    Existem dois tipos de diabetes:

     

    DIABETES TIPO I:

    Esse tipo de diabetes ocorre porque as células do pâncreas que produzem insulina foram destruídas. Não se sabe, ainda, o que causa a destruição das células produtoras de insulina e não existe maneira de fazê-las reviver. Assim, dieta correta e tratamento de reposição de insulina são necessários por toda a vida. Fatores hereditários parecem ser responsáveis por isso, mas o distúrbio nem sempre é herdado.

     

    DIABETES TIPO II:

    O principal motivo que faz com que os níveis de glicose no sangue permaneçam altos está na incapacidade das células musculares e adiposas de aproveitarem toda a insulina secretada pelo pâncreas. Por consequência, a glicose que está na corrente sanguínea não é suficientemente metabolizada. Os sintomas desse tipo de diabetes ocorrem de forma silenciosa, o que a torna muito perigosa. Quando as manifestações clínicas aparecem, em 50% dos casos, o comprometimento do organismo já se apresenta de forma severa.

     

    Os principais sinais da doença diabetes

    • Micção muito frequente e em grande quantidade, durante o dia e à noite.

    • Sede exagerada

    • Obesidade ou perda de peso

    • Fome em excesso

    • Desânimo e fadiga fáceis

    • Piora da visão

    • Furúnculos frequentes

    • Cicatrização difícil e infecções de pele

    • Impotência sexual

    • Pressão arterial alta

    Quando vários dos sintomas citados se manifestam ao mesmo tempo, é grande a probabilidade de a doença já estar instalada.

     

    Consequências do diabetes não controlado

    • Cegueira

    • Infarto do miocárdio

    • Gangrena

    • Impotência sexual masculina

    • Hipertensão arterial

    • Insuficiência renal (falência dos rins)

    • Infecções

     

     

    Vamos aproveitar esta semana para avaliarmos os nossos hábitos diários e tomar atitudes para viver de forma mais saudável.

    Discuta sobre o assunto entre amigos e familiares e assim contribua para uma sociedade mais saudável e feliz. Cuide-se!

     

    Fontes e links:

    Boletim Informativo Anew Edição 61 (jan. 2010)

    Dia Mundial do Diabetes (www.diamundialdodiabetes.org.br)

    Sociedade Brasileira de Diabetes (http://www.diabetes.org.br)

    Categoria:
    Tags:
     

Facebook